Ansiedade: motor ou freio?

A ansiedade é uma sensação de todas as criaturas, todos nós, humanos, temos ansiedade.  Ela tem origem no fato de que nós não temos as condições de realizar todos os nossos desejos com um simples estalar de dedos.

A ansiedade vem da frustração de não possuirmos poderes divinos.

 

Por outro lado, a ansiedade é o que nos move, o que nos faz agir, nos faz sair da cama e ir para o movimento, ir para a ação que nos conduzirá para a satisfação de nossas vontades.

 

As vezes a ansiedade se acentua, isso ocorre em momentos do nosso cotidiano, como em vésperas de provas, entrevistas de emprego, competições esportivas, antes de viagens e etc. Precisamente naqueles momentos em que percebemos que não temos a lâmpada do gênio.

 

É normal e saudável percebermos que não somos poderosos como gostaríamos. Saber a verdade não faz mal, pode até doer, mas mal não faz. É a manifestação do funcionamento de uma espécie que nasce querendo ser um Deus, mas não é.

 

A ansiedade já nos levou para a lua e ainda pode nos levar para tantos lugares quanto desejarmos.

 

Entre o desejo e a satisfação existe esse sentimento que produz nosso comportamento de insatisfação e que nos conduz ao êxtase do sonho realizado. Quem não tem ansiedade, o relaxado, vive deitado em berço esplendido.

 

“A ansiedade é o resultado de uma equação de duas variáveis. A primeira variável é o ideal e a segunda é o real. Quanto mais distante o real esta do ideal, maior minha ansiedade e quanto mais próximo o real está do ideal menor a minha ansiedade”.

 

Logo, a ansiedade não é um sentimento unicamente negativo. O sinal amarelo deve ascender quando a ansiedade deixa de ser um acelerador ou um combustível da motivação e passa ser um freio que nos paralisa frente a busca pelo nosso ideal.

 

Ansiedade exagerada

Quando a ansiedade se torna danosa: Sinais de que você precisa procurar ajuda profissional para lidar com a ansiedade.

ansiedade_infografico

  1. Quando a ansiedade se torna repetitiva e recorrente.

É natural você se sentir ansioso antes da entrega de um relatório no trabalho, a ansiedade permite que você, por exemplo, trabalhe até mais tarde. Porém, quando você entrega o trabalho é hora de relaxar, se você continua ansios, mesmo após cumprir os prazos: atenção! Essa ansiedade pode ser nociva.

ansiedade_recorrente

  1. Quando a ansiedade começa a trazer danos para sua vida.

Quando a ansiedade te impede de responder questões de uma prova que você está preparado para fazer, porque estudou o suficiente, mas no momento da avaliação seus pensamentos não conseguem seguir um fluxo de associações lógicas.

 

  1. Quando ocorre em mais de um núcleo de importância, ou melhor dizendo, nos núcleos estruturantes da sua vida (tais como trabalho, amor e família).

 

Quando essa ansiedade lhe traz prejuízos. Quando é suficiente para gerar angústia e ainda pior, quando é recorrente, recomendo que a você busque uma avaliação adequada de um profissional capacitado.

ansiedade_paralisante

Como identificar os sinais de ansiedade?

 

A ansiedade apresenta sinais físicos, ou somáticos, relacionados ao reflexo de luta e fuga.

Quando ficamos muito ansiosos é liberado um hormônio, a adrenalina. Essa liberação causa uma gama de sintomas físicos e emocionais:

 

  • aceleramento da respiração, o que causa uma sensação de falta de ar.
  • aceleramento dos batimentos cardíacos, palpitações que parece que coração vai parar ou sair pela boca.
  • mudança do padrão da circulação sanguínea, que diminui a circulação sanguínea da periferia do corpo e predomina a irrigação sanguínea dos orgãos vitais, gerando uma sensação de frio, tremores ou alterações motoras e sensitivas.
  • Preparação neurológicas para preservação do encéfalo, dilatação da pupila que traz uma percepção visual alterada,
  • espasmos no sistema digestório, que podem trazer dor gástrica, vômitos e diarreia e podem chegar aos extremos de tonturas ou até a desmaios.

 

Os sintomas físicos de ansiedade, embora sejam muito evidentes, para termos certeza de que tem origem psíquica, é de fundamental importância uma avaliação clínica (física) criteriosa para que possamos dizer de que trata-se de um transtorno de ansiedade (psíquico).

 

É claro que quanto mais cedo a pessoa procure ajuda, e inicie o tratamento, assim como em outras questões medicas, de saúde, mais simples é a solução e mais rápida é a resposta.

 

Quanto mais tempo se espera, mais sequelas, mais complexo o quadro de ansiedade se torna e maior o tempo de recuperação. Fica essa dica

 

Como diminuir a ansiedade?

 

O ser humano comprometido com sua necessidade de equalizar sua ansiedade e também de respeitar sua sociedade, não é um Deus, mas tem o poder de proporcionar estímulos aos nossos cinco sentidos – a visão, a audição, o olfato, o tato e o paladar- com o auxílio de nossa poderosa mente para gerar a informação, ainda que fictícia, que o nosso ideal já chegou.

 

A criança que brinca, o artista que sonha, o atleta que joga, todos nós somos capazes de produzirmos realidades virtuais tão satisfatórias quanto a realidade concreta.

 

Quando é imprescindível a ajuda profissional o tratamento deve ser bem planejado e individualizado.

 

Todos nós temos que buscar um sentido autêntico para as nossas vida, todos temos que reconhecer e perseguir o nosso ideal de vida. A humanidade civilizada criou e ainda cria recursos para nós podermos satisfazer esse nosso ideal.

 

O ideal do outro, os parâmetros da mãe, as respostas do marido, o que funcionou para o nosso vizinho dificilmente serão soluções que servirão para mim, pois cada um é único. O que eu sonho e desejo está dentro de mim, mas também muda.

 

Nós podemos descobrir com ajuda de profissionais as repostas para essas perguntas que certamente guardam as chaves para diminuir o  nível de ansiedade no nosso dia a dia, ou seja, no nosso cotidiano.

 

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s