Porque cuidar da saúde mental

vergonha_psiquiatra

Vergonha e/ou receio

Com muita frequência esses são os motivos principais que levam as pessoas a deixarem de compartilhar suas preocupações sobre a saúde mental com um médico.

Viver uma vida plena e produtiva depende muito mais do que somente a saúde “física: a saúde mental também é importante.

Infelizmente, a doença mental ainda é vista como um estigma em nossa sociedade.

Esta é minha mensagem para você:

Informe a seu médico se você está tendo sinais ou sintomas de transtornos mentais. Se você enfrenta problemas comuns, como ansiedade ou depressão, ou condições mais raras, como paranoia ou alucinação.

O seu médico poderá ajudar você a criar um plano de cuidados ou encaminhá-lo para um especialista.

Comece sendo honesto. O consultório do seu médico é um local seguro para compartilhar seus medos, e há vários motivos para levar a sério a saúde mental.

  1. A doença mental é mais comum do que você pensa

Embora os distúrbios variem em gravidade, cerca de 1 em cada 6  pessoas sofre de algum tipo de problema relacionado à saúde mental em um determinado momento da vida. Infelizmente, a maioria não procura ajuda.

  1. A doença mental afeta sua saúde física

É usual pensar que a saúde mental está separada da saúde física, mas o seu cérebro faz parte do seu corpo.

A doença mental é a causa de muitos sintomas físicos. Por exemplo, se você está sofrendo de insônia, palpitações ou fadiga, seu médico vai querer descartar depressão, ansiedade ou outras condições mentais como uma causa potencial.

Para destacar a gravidade, a American Heart Association divulgou um comunicado nos últimos anos recomendando que a depressão seja considerada um fator de risco para resultados ruins em pacientes com síndrome coronariana aguda.

  1. Doenças ou lesões podem aumentar o risco de transtornos mentais

Assim como a doença mental pode causar sintomas em todo o corpo, algumas doenças físicas podem aumentar o risco de doença mental.

Isso é verdade para doenças crônicas, como câncer, esclerose múltipla, diabetes, derrame, epilepsia de Parkinson e muitas outras.

Também é verdade que traumatismo craniano, ou  ferimentos na cabeça. A boa notícia: os médicos estão se tornando mais conscientes dessas conexões.

  1. A detecção precoce faz a diferença

Tal como acontece com a maioria das condições médicas, o diagnóstico precoce geralmente leva a melhores resultados. Obter a ajuda que você precisa precocemente pode ajudar você a evitar que os sintomas da doença mental se agravem.

Alem do mais, o tratamento pode ajudar a evitar os efeitos negativos que esses sintomas têm em sua vida – de relacionamentos tensos à dificuldade de gerenciar o trabalho e as finanças.

  1. Histórico familiar

Seu histórico de saúde familiar ajuda a prever seu risco de doença mental. Como a doença mental pode ocorrer em famílias, certifique-se de incluí-la junto com informações sobre doenças cardíacas, câncer e outras condições.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s